TANQUE ARLA 32

Algumas curiosidades sobre este fluido foram comentando na seção Tanques de Armazenamento.

Em relação a tanques de armazenamento de ARLA 32: é necessário obedecer a requisitos de engenharia para o armazenamento deste fluido, pois além das propriedades corrosivas este fluido possui propriedades físicas e químicas que devem ser observadas e mantidas.

Existem riscos de falha no tanque de armazenamento, caso os requisitos estabelecidos por norma e pela metodologia de engenharia não sejam obedecidos. Ainda, a eficiência da reação que acontece no escapamento dos caminhões a diesel pode ser prejudicada.

Alguns materiais para o armazenamento do ARLA são incompatíveis, por exemplo os materiais de aço carbono assim como ligas metálicas ferrosas e não ferrosas. A fonte correta para compatibilidade destes materiais está na tabela 1 e 2 da norma ISO 22241-3.

A eficiência do sistema depende da redução catalítica, cujo reagente é o ARLA 32. A temperatura de armazenamento deve estar sempre entre -5 e 35. O valor de temperatura por exemplo, implica diretamente na validade do ARLA. Estes valores podem ser encontrados na ISO 22241-3, tabela 3. A proteção da luz solar também é um fator importante quando se trata de boas práticas e recomendações sobre o armazenamento do fluido ARLA.

Os tanques de ARLA 32 projetados pela Metal Cruzado seguem as normas ABNT NBR 16406 e ISO 22241-3, todos os detalhes são calculados e planejados para atender os requisitos técnicos. Além disso projetamos tanques sob medida conforme a necessidade do cliente.