PROJETOS MECÂNICOS

           O projeto mecânico é um instrumento de reprodução de ideias, sejam elas relacionadas à criação ou projeto de algo inédito, ou até mesmo à melhoria de algo já existente, visando sempre a segurança e uma ótima performance da criação. Complementarmente, o projeto de uma forma geral é definido pelo PMBOK (V 1.0 de 2000) como “empreendimento temporário com o objetivo de criar um produto ou serviço único”, ou seja, um processo de criação e execução com início e fim definidos.

            Os projetos podem ser realizados em diversas áreas, destacando-se os campos das engenharias mecânica e civil que são os de maior atuação da Metal Cruzado. Dentro desses campos, podem ser feitos projetos de termodinâmica (envolve mudança de pressão, temperatura e volume em sistemas físicos), mecânica dos fluidos (envolve a força e as propriedades dos fluidos), estruturais (envolve estruturas estáticas ou dinâmicas de diferentes materiais), etc.

A Metal Cruzado é um escritório que presta

serviços de engenharia mecânica com ampla

experiência em projetos diversificados.

Custos de projetos

            Segundo o PMBOK (V 1.0 de 2000),

existem quatro processos que auxiliam para

que o projeto seja realizado dentro do orçamento

desejado, são eles:

  1. Planejamento dos recursos: nessa etapa é feito um levantamento de quais recursos e a quantidade de cada um, necessária para executar tal projeto. Alguns recursos são: pessoas, materiais, equipamentos;

  2. Estimativa dos custos: estimar o custo dos recursos levantados no processo 1;

  3. Orçamentação dos custos: incorpora os custos estimados para fazer uma linha de base do orçamento;

  4. Controle de custos: monitorar as alterações no orçamento ao longo do desenvolvimento do projeto.

            Todo projeto envolve investimentos de pessoas interessadas, sendo, portanto, inviável economicamente executá-lo de forma incoerente.

 

Desenho técnico, detalhamento e memorial de cálculo

            Para exprimir um projeto mecânico, o mais usual é através de desenhos técnicos, que são figuras detalhadas do objeto a ser criado ou aperfeiçoado, contendo dimensões e formas que devem ser compreendidas por todos que tiverem acesso ao mesmo: projetista, consumidor e fabricante.

            O detalhamento de um projeto mecânico é necessário para fornecer não só as dimensões, mas também as informações acerca do desempenho da peça ou objeto projetado, auxiliando no processo de fabricação. Além do detalhamento, os projetos mecânicos são providos de memorial de cálculo, onde todos os cálculos para se chegar o produto final estão expostos em um documento, facilitando a observância de erros e possíveis melhorias futuras. Os cálculos demonstram a capacidade do produto e, ainda, o dimensionamento das peças que o compõe.

 

Normas ABNT

            Os projetos mecânicos devem atender as orientações da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) que determina técnicas e diretrizes com o objetivo de generalizar a interpretação dos projetos. A interpretação incorreta pode acarretar em perda de patrimônio, acidentes e até danos a vidas.

            Existem várias normas da ABNT que determinam condições para a execução do projeto, segurança de máquinas, proteções, requisitos gerais para o projeto e construção de proteções fixas e móveis (NBR NM 272:2002).

Ainda, a ABNT estabelece normas para projeto de estruturas de concreto (NBR 6118:2003, entre outros preceitos aplicados a diversos fins que devem ser considerados ao se elaborar um novo projeto.

 Outros exemplos são as normas especificas que tratam de desenhos técnicos tais como a NBR 13142:1999 (determina as condições exigíveis para o dobramento de cópia de desenho técnico), NBR 10067:1993 (determina princípios gerais em apresentação de desenho técnico), NBR 11534:1991 (determina a representação de engrenagem em desenho técnico).

 

Normas internacionais

            Além das normas brasileiras, existem normas internacionais que definem diretrizes para os projetos.

             A ISO (International Organization for Standardization – Organização Internacional para Padronização) é uma associação criada em 1947 na Suíça, representada pela ABNT no Brasil, cuja função é a normatização e padronização de produtos e serviços, garantindo a qualidade. A ISO 9001 é uma norma amplamente conhecida que especifica requisitos para um sistema de gestão de qualidade, visando a obtenção de produtos que agradem o cliente e cumpram com as exigências regulamentares. Além dessa, existe a ISO 10006 (diretrizes para a qualidade no gerenciamento de projetos) e muitas mais. 

            A ASME (American Society of Mechanical Engineers – Sociedade Norte-Americana de Engenheiros Mecânicos) é uma associação fundada em 1880 nos EUA que também define normas e regulamentos técnicos, subdividida em 37 áreas particulares: vasos de pressão, mecânica dos fluidos, gasodutos, ciência dos materiais, energia nuclear, etc. Por exemplo, a seção VIII contém as normas para vasos de pressão.

            A API (American Petroleum Institute – Instituto Americano de Petróleo) é uma associação que rege diretrizes para projeto, fabricação e montagem de tanques de armazenamento de fluidos. A API 650 se refere aos tanques atmosféricos, estabelecendo os preceitos para material, projeto, fabricação, montagem e testes. Essa é a norma mais utilizada, existindo inúmeras outras aplicadas a tanques.

            Todas as normas acima e ainda outras são seguidas pela nossa equipe a fim de que o projeto seja adequado e com qualidade.

            A Metal Cruzado é um escritório de engenharia localizado em Santa Catarina que desenvolve projetos mecânicos nos mais diversos ramos da engenharia. Entre em contato conosco e saiba mais sobre nossos serviços.

É necessário que haja confiança e comprometimento para que tudo funcione dentro do orçamento e resulte em um produto de qualidade. A Metal Cruzado possui elevada aptidão na elaboração de projetos satisfatórios em relação a custos e desempenho.